TORNE-SE MEMBRO E APÓIE ESTE BLOG VOCÊ TAMBÉM !!

15 março 2012

DESABAFO DE UMA ESPOSA DE DEPENDENTE QUÍMICO.‏

ENVIADO POR NAARA.


Emerson,

Achei o seu blog e o li de ponta a ponta.
Tenho 29 anos, estou num relaciomento de 4 anos e 6 com DQ. Eu já era usuário de cocaína há uns 10 anos. Só vim descobri isso há um ano. Nunca tive contato com drogas e ele sabia muito bem manipular situaçãoes para usar. Hoje temos um bebê de 1 ano 5 meses. Ele é militar, o que tinha que por muitas vezes trabalhar no horário noturno. O que facilitava as suas escapadas.

Ele se internou em agosto/2011 e ficou por lá 4 meses. As vezes eu ia visitá-lo, ele sempre era muito frio comigo e até chegou a me dizer que não sabia mais o que sentia por mim. 
Nesse período, muita coisa aconteceu... descobri as coisas que ele fazia para obeter drogas: Depois de uma dívida gigantesca com o banco de R$ 35.000,00, perdeu o carro. Não me ajuda financeiramente em casa. Ele foi para o lado da prostituição. Virou garoto de programa, saia com todos os tipos de gente. Mulheres, homens, gays. 
Até aí, acabei perdoando por se tratar de uma doença. No período de internação, ele se envolveu com uma paciente, uma garota quase 10 anos mais jovens que ele. ISso pra mim foi o fim. 
Entrei numa depressão profunda, no fundo do poço.... Só consegui sair desse poço, quando voltei a andar com Deus. 
Enfim, saiu dessa internação, com a mesma conversa de sempre... eu te amo, quero a minha família de volta. Mas, mais uma vez, era mentira....recaiu e usou 3x mais. Enfim, mas não sei o que aconteceu comigo, sentia pena, amor... não sei... o aceitei de volta. Numa quarta-feira, ele me pediu perdão, chorou muito. Mas, no dia seguinte, já estava marcando encontro com uma outra garota.

Decidi que terminaria de vez. E me mati firme até hoje.
Ele passou o Natal e o ano novo com os pais, mas sem a esposa e o filho. Acho que foi aí que caiu a ficha que eu não estava mais alí.
Mas não o abandonei. Apenas não era mais sua esposa. Senti que Deus quer fazer um milagre na vida dele e será através de mim.
Ele começou a frequentar o Bola de Neve Chruch. Graças a Deus ele se identificou.
Ele se internou novamente no dia 18/01/12. Ficou por lá 15 dias. Não aguentou e pediu para ser internado de novo 2 dias depois. Ou seja, está em sua terceira internação. A sua alta está programada para o dia 05 de Julho.
Dessa vez, ele está bem diferente, está focado no tratamento. A psicologa dele me disse que ele está mudado. Copiei alguns textos seus e mandei para ele. Mandei dois livros para ele: A cruz e o Punhal I e II. Ele já leu os dois livros. E me pdiu outro. Hoje 13/02, é dia do paciente fazer ligação. Da pra ver que a conversa dele está diferente. Ele tá envolvido com o grupo evangélico. Está lendo a bíblia. Disse que ta com muita vontade de ir na igreja. Pediu para eu enviar louvores. Está fazendo orações. 
Eu estou sentindo essa mudança nele. Estou orando muito a Deus para que Ele me mostre essa mudança no meu (ex) marido.

Resumi um pouco a minha história... quero a sua ajuda. Como eu posso viver uma nova história com um homem que alé de usar drogas, me traiu, me enganou, me humilhou e acabou até se tornando um garoto de programa (homossexual).?

Será que eu vou consiguir aceitá-lo de volta?

Gostaria de uma opnião de uma pessoa que estve no mesmo lado da história do meu marido...


MINHA RESPOSTA:


OLA NAARA.
É FÁCIL EXPLICAR PORQUE ELE SE ENVOLVEU COM UMA INTERNA. ELE NÃO QUERIA O TRATAMENTO.
QUANDO ELE DIZ QUE SE ARREPENDE E QUER VOLTAR, NÃO É MENTIRA (PELO MENOS NO MEU CASO NÃO), POIS REALMENTE
QUANDO TUDO ESTA PERDIDO, CREDIBILIDADE, CONFIANÇA, DIGNIDADE... NOS APEGAMOS A TENTAR RECUPERAR O QUE NOS
FAZ BEM, NO CASO A FAMÍLIA.
MAS SE ESSE DESEJO DE VIVER BEM NÃO VIER ACOMPANHADO DA VERDADEIRA VONTADE DE LARGAR AS DROGAS, JÁ ERA, NA
PRIMEIRA OPORTUNIDADE, VAI SEMPRE VOLTAR A USAR.
LEMBRO DE UM DIA QUANDO MINHA MULHER TENTAVA ME CONVENCER A ACEITAR UM TRATAMENTO...
EU CHORANDO E ARGUMENTANDO O QUANTO EU QUERIA PARAR DE USAR SEM UMA INTERNAÇÃO...
DISSE A ELA: SOU UMA PESSOA BOA, EU TENHO PENSAMENTOS BONS.
E ELA DISSE TAMBÉM CHORANDO: EU SEI, POR ISSO VC TEM QUE SE INTERNAR.
GRAÇAS A DEUS DEI OUVIDOS A ELA QUE SEMPRE FOI UM CANAL DE DEUS À MIM.
VC É UMA CODEPENDENTE MINHA AMIGA. POR ISSO SOFRE TANTO SEM SABER O REAL SENTIMENTO QUE TEM POR ELE.
NÃO É SÓ ELE QUEM PRECISA DE AJUDA, VC TAMBÉM.
VC FEZ BEM EM SE MANTER FIRME, MAS O QUE TU PRECISA FAZER SÃO DUAS COISAS AO MEU ENTENDER (NÃO SOU O DONO DA VERDADE):
1. ELE PRECISA ACHAR O FUNDO DO POÇO SOZINHO E SOZINHO PEDIR AJUDA.
2. VC PRECISA TOCAR SUA VIDA EM FRENTE, SE DAR A OPORTUNIDADE DE SER FELIZ,
SE FOR A VONTADE DE DEUS QUE ELE E VC FIQUEM JUNTOS, O PRÓPRIO DEUS O FARÁ.
ME PERDOE PELAS EXPRESSÕES Q VOU USAR AGORA, MAS NÃO TEM MEIO TERMO QUANDO O ASSUNTO
É DEPENDENTE E CODEPENDENTE.
NÃO CONFUNDA PROVAÇÕES DIVINAS COM MURROS EM PONTA DE FACA.
MINHA ESPOSA DISSE O SEGUINTE: NÃO TENTE ACEITA-LO DE VOLTA. ELE É QUEM TEM QUE FAZER POR ONDE SER ACEITO.
EU CONTINUO: TODO QUE ELE FEZ ATÉ AQUI, FOI MOTIVADO PELA COMPULSÃO EM DROGAS, E ASSIM COMO EU,
ELE VAI PRECISAR SER ALGUÉM DIGNO DE RECEBER O AMOR, POIS SÓ ASSIM VAI PODER RETRIBUIR.
QUANDO CRIEI O BLOG, FIZ ISSO PENSANDO MAIS NOS FAMILIARES DO QUE NOS PRÓPRIOS ADICTOS. SABE PORQUE?
O CODEPENDENTE, QUER O FIM DO USO E O DEPENDENTE QUER APRENDER A USAR SEM PREJUDICAR A TERCEIROS.
O CODEPENDENTE, QUER A HARMONIA DA FAMÍLIA, O DEPENDENTE QUE A FAMÍLIA COMO MULETA.
DESEJO MUITO QUE ESSA SEJA A ULTIMA INTERNAÇÃO DELE, ATÉ MESMO PORQUE NÃO ACREDITO EM CLINICAS.
É DEUS QUEM ESTENDE A MÃO, CABE A NÓS SEGURAR E CONFIAR.
ESPERO QUE INDEPENDENTE DO QUE ACONTEÇA A ELE. VC POSSA SER FELIZ.
LEMBRE-SE QUE VC TEM UM BEBÊ E COMO RESPONSÁVEL TEM A OBRIGAÇÃO
DE PLANEJAR O FUTURO DELE, E NÃO A MEIOS DE FAZER ISSO SER PROSPERO SE VC NÃO TIVER UM
AMBIENTE SAUDÁVEL PARA ELE CRESCER.
VIVA SUA VIDA.
FICA COM DEUS.

DEIXE VOCÊ TAMBÉM SEU COMENTÁRIO.
ATÉ A PRÓXIMA!
FIQUEM COM DEUS.

COMENTÁRIO ENVIADO POR: "BLOG VALEU A PENA"
Flor, o Emerson tem toda razão, a cada linha que lia da sua história, eu via uma mulher codependente, que precisa dele pra se sentir feliz, que mesmo estando sofrendo com essa situação, se sente útil na vida dele, vi uma mulher tão doente quanto ele, não adianta somente ele querer se curar, você também precisa, se curando, você encontrará respostas para as perguntas que fez ao Emerson, de como vai conseguir viver com ele novamente, você saberá, quando estiver livre desse transtorno. Sou uma Co em recuperação e por isso lhe digo, não se destrua com essa doença!!! Estamos juntas!

3 comentários:

VALEU A PENA disse...

Flor, o Emerson tem toda razão, a cada linha que lia da sua história, eu via uma mulher codependente, que precisa dele pra se sentir feliz, que mesmo estando sofrendo com essa situação, se sente útil na vida dele, vi uma mulher tão doente quanto ele, não adianta somente ele querer se curar, você também precisa, se curando, você encontrará respostas para as perguntas que fez ao Emerson, de como vai conseguir viver com ele novamente, você saberá, quando estiver livre desse transtorno.
Sou uma Co em recuperação e por isso lhe digo, não se destrua com essa doença!!!
Estamos juntas!

Tatiane Emidio Da Silva disse...

Oi eu não sei mais o q fazer meu marido gasta menos 100a cada dois dias eu tenho cinco filhos três é dele é dois não mi ajuda porfavor

Anônimo disse...

Vivo parecida situaçao qie a moça a cima sendo que meu esposo e usuario de crak desse tempo de 6 anos de casado ele recaiu varias vezds nao tinha conhecimento da situaçao desses 6 anos pra ca ele nao parou 1 ano em um emprego da uns 6 9 meses ele sai nao consegue lidar com os conflitos no trabalho pressoes de chefia e sai gasta o dinheiro com coisas superfulas e nao cumpria com as responsabilidades de casa deixando tudo pra depois ganhando mil se endividava com 2 3 4 5 mil comprando carros motos sem poder e nossa casa sempre padecendo c9m isso devido esse tipo de atitudd minha confiança com ele acabou nao acreditava mais em sua fidelidade pelo fato de mentir pra mim eu sempre fuxicando o celular dele sempre com um ciume doido pelo fato de nao separar as coisas sempre que largava o emprego ia pra porcariia dos ponto dd mototaxis da comunidade que moramos e sempre voltava carregado com atitudds de um homem impio foram muitas turbulencias que foram devastando nosso casamento nunca aceitando o que ei falo e eu com meu temperamento explosivo nao me controlava em meu modo de falar ele sempre falav que estava indo pra rua porque eu estava o cobrando de mais falandi em cima dele que ss drogava por culpa minha fora os bulings que passei sendo chamada de gorda sempre reclamando do meu corpo brigando comigo na rua sempre explosivo de mais me dando esporros e atualmente nao aceitou minha gravidez teve varias recaidas separamos 3 vezss e ele dizendo que nao q fazer o mesmo eu voltava pra ele ainda mais na gravidez que eu sentia falta de amtençao voltava c ele por ultimo agora no meu resguardo me destratou nao quis me ajudar com as crianças por fim nos separamos pela quarta vez simto que e dificil voltar para um homem que nao cumpriy com sua respomsabilidadd de pai e de marido tengo muito medo de sofrer ele n demonstra mudança tenho medo de voltar a passar pelas mesma coisas ele de longe separadi ja nao esta me ajudando como uma co dendente podd se recuperar