TORNE-SE MEMBRO E APÓIE ESTE BLOG VOCÊ TAMBÉM !!

02 outubro 2011

'Quebrando o Tabu', ancorado por FHC, é direto e convincente


Sem os argumentos intangíveis que costumam dominar as discussões sobre descriminalização das drogas, o documentário 'Quebrando o Tabu', ancorado por Fernando Henrique Cardoso e dirigido pelo cineasta Fernando Grostein Andrade, irmão de Luciano Huck, tem linguagem objetiva, argumentos convincentes e retórica muito bem trabalhada. Com a credibilidade de um ex-presidente da República, o documentário foi feito para dialogar de igual para igual com todos os espectros políticos da sociedade, desde o mais libertário até o mais conservador.
Exibido para a imprensa na última segunda (30), o documentário percorre países como Estados Unidos, Holanda, Suíça, Portugal, México, entre outros, na busca de modelos de combate aos entorpecentes, com o objetivo de promover um debate "sério e bem informado sobre o complexo problema das drogas". O filme conta com participações de personalidades ilustres, como os ex-presidentes dos Estados Unidos Bill Clinton e Jimmy Carter, o médico Dráuzio Varella, e o escritor Paulo Coelho. Em suas entrevistas, essas personalidades trazem argumentos incisivos para condenar o uso de força militar contra usuários de drogas e dependentes químicos.
"É difícil você largar de uma droga da qual você é dependente, isso é considerado uma doença, você não pode por na cadeia uma pessoa que está doente. No futuro, nós vamos olhar pra isso e dizer: 'Olha que absurdo que eles faziam no passado, pegavam uma pessoa que usava droga e trancavam na cadeia'", disse o médico Dráuzio Varella, em um dos depoimentos do documentário. A ex-presidente da Suíça Ruth Dreifuss completa: "Quem são os dependentes? Nossas crianças... Pessoas que amamos, pessoas que realmente queremos reabilitar".
No documentário, vários dados foram explorados no sentido de dar substrato à política da não-violência como instrumento de combate às drogas mais nocivas. Os principais exemplos estão na Europa, que abriga países com altos índices de queda na mortalidade, no número de viciados e na transmissão de doenças após terem adotado medidas de regulamentação, e não de repressão.
"Fornecer heroína para um viciado é diferente de dar álcool a um alcoólatra. Quando você já é usuário de heroína há muitos anos, a droga já não faz mais tanto efeito. Você toma basicamente para não se sentir mal. É realmente quando você criminaliza e marginaliza os dependentes que suas vidas são impactadas, muito mais do que apenas pela droga em si", explica Ethan Nadelmann, diretor da 'Drug Policy Alliance', ao citar a 'política de redução de danos' implantada por países europeus. Entrevistados ainda alegaram que fornecer pequenas quantidades da droga ao usuário, sem criminalizá-lo, traz o dependente pra mais perto do Estado, o que facilita o tratamento.
O ex-presidente norte-americano Bill Clinton ressalta, no documentário, que o uso da força militar é inviável para o combate à dependência química. "Pensar nela [na droga] como uma guerra da sociedade é um pouco enganoso, como se houvesse alguma solução militar", afirmou. Por meio de depoimentos, o filme faz duras críticas à "Guerra às Drogas", empreendida pelos Estados Unidos desde a década de 70. 
O longa-metragem, que promete atribular a opinião pública em relação a temas como a legalização da maconha e a descriminalização das drogas, chega aos cinemas na próxima sexta-feira (3). 
            VEJA O TRAILER.



video




Sinopse
Há 40 anos os EUA levaram o mundo a declarar guerra às drogas, numa cruzada por um mundo livre de drogas. Mas os danos causados por elas nas pessoas e na sociedade só cresceram. Abusos, informações equivocadas, epidemias, violência e fortalecimento de redes criminosas são os resultados da guerra perdida numa escala global.
Num mosaico costurado por Fernando Henrique Cardoso, "Quebrando o Tabu" escuta vozes das realidades mais diversas do mundo em busca de soluções, princípios e conclusões. Bill Clinton, Jimmy Carter e ex-chefes de Estado, como da Colômbia, do México e da Suíça, revelam porque mudaram de opinião sobre um assunto que precisa ser discutido e esclarecido.
Do aprendizado de pessoas comuns, que tiveram suas vidas marcadas pela Guerra às Drogas, até experiências de Drauzio Varella, Paulo Coelho e Gael Garcia Bernal, "Quebrando o Tabu" é um convite a discutir o problema com todas as famílias.
Ficha Técnica
Diretor: Fernando Grostein Andrade Elenco: - depoimentos de Fernando Henrique Cardoso, Bill Clinton, Jimmy Carter, Anthony Papa, Ruth Dreifuss, Paulo Coelho, Drauzio Varela, Ethan Nadelmann Produção: Fernando Menocci, Silvana Tinelli, Luciano Huck Roteiro: Fernando Grostein Andrade, Ilona Szabó, Ricardo Setti, Thomaz Souto Correa, Bruno Módolo, Rodrigo Oliveira, Carolina Kotscho Fotografia: Fernando Grostein Andrade, Rafael Levy Trilha Sonora: Lucas Lima, Ruben Feffer Duração: 74 min. Ano: 2011


FONTE: MTV MEMO.
LINK PARA O FILME: CLIQUE AQUI PARA VER.

RECOMENDO ESTE FILME PARA TODOS. RECOMENDE VOCÊ TAMBÉM.
ATÉ A PRÓXIMA.
FIQUEM COM DEUS.

Nenhum comentário: