TORNE-SE MEMBRO E APÓIE ESTE BLOG VOCÊ TAMBÉM !!

30 agosto 2010

MAIS UM TEXTO ENVIADO PELO MEU AMIGO ZERO, DE : blogdozero.soporhoje.zip.net

EU SOU CO-DEPENDENTE?
O que é um co-dependente?
É a pessoa que  desenvolve relações baseadas em problemas. O foco está sempre no outro e o vínculo não é o amor ou a amizade, mas o poder, o controle. No fundo o co-dependente acredita que pode mudar o outro. Seus relacionamentos são criados para transformar os outros. 
A definição científica de co-dependência é:  NECESSIDADE IMPERIOSA EM CONTROLAR COISAS, PESSOAS, CIRCUNSTÂNCIAS/COMPORTAMENTOS NA EXPECTATIVA DE CONTROLAR SUAS PRÓPRIAS EMOÇÕES.
Vamos fazer o teste?
A) PADRÕES DE DOMINADOR(A)
( ) Eu tento controlar eventos, situações e pessoas através da culpa, coação, ameaça, manipulação e conselhos, assegurando assim que as coisas aconteçam da maneira que eu acho correta?
( ) Eu preciso ser “necessário” para poder manter uma relação com os outros.
( ) Eu espero pela aprovação dos outros com relação aos “meus pensamentos, sentimentos e comportamentos”, acima da minha própria aprovação.
( ) Eu concordo com os outros para que, assim, eles gostem de mim.
( ) Eu conto os pontos das minhas “boas ações e favores”, me magoando quando eles não são “reembolsados”.
( ) Eu sou muito qualificado em adivinhar como as outras pessoas estão se sentindo.
( ) Eu me antecipo a reconhecer as “necessidades e desejos” dos outros antes que eles peçam para que sejam reconhecidos.
 ( ) Eu sou tranqüilo e eficiente nas situações de crise das outras pessoas.
 ( ) Eu ofereço livremente conselhos e sugestões para outros sem ser perguntado.
( ) Eu me afasto dos meus próprios interesses para fazer o que os outros querem.
 ( ) Eu tento convencer os outros de como eles “verdadeiramente” pensam e devem “se sentir”.
( ) Eu me percebo completamente desinteressado por mim mesmo e dedicado pelo bem-estar dos outros.




B) PADRÕES DE SUBMISSÃO
 ( ) Eu me sinto culpado pelos sentimentos e comportamentos dos outros.
 ( ) Eu tenho dificuldades para tomar decisões. Digo sim quando quero dizer não.
( ) Eu tenho medo de ser ferido e/ou rejeitado pelos outros.
( ) Eu minimizo, altero ou nego como verdadeiramente me sinto.
( ) Eu sou muito sensível com relação ao que os outros estão sentindo, a ponto de sentir o mesmo.
( ) Eu tenho medo de expressar opiniões ou sentimentos diferentes do outro.
( ) Eu estimo as opiniões e sentimentos dos outros mais que os meus próprios.
( ) Eu coloco as necessidades e desejos das outras pessoas antes dos meus.
 ( ) Eu julgo severamente tudo o que penso, digo, ou faço como nunca “bem o suficiente”.
( ) Eu sou perfeccionista.
 ( ) Eu não peço para que os outros conheçam minhas necessidades ou desejos.
( ) Eu não me percebo como uma pessoa amável e que vale a pena.
( ) Eu assumo compromissos acima dos meus próprios valores e possibilidades para evitar rejeição ou raiva dos outros.
( ) meu medo de sua raiva determina o que digo ou faço.
( ) não sei como me sinto; só sei como você se sente.

( ) não sei o que quero, pois só me interessa o que você quer.
( ) acho muito difícil dizer não.

“Ame o próximo, mas construa uma cerca”

Um comentário:

Marcio Americo disse...

Emerson, obrigado pelas palavras de carinho, pelo incentivo, pra quem vive de arte e para a arte, isto representa muito.
grande abraço e parabens pelo bloog e pela sinceridade dos textos.